tendencias-de-marketing

8 tendências de marketing que seu negócio precisa ter no radar em 2022

Equipe Huntag

O marketing é um setor que demanda atenção e atualizações constantes dos profissionais, afinal, a cada tempo novas são as tecnologias e tendências de marketing que surgem no mercado para que as empresas tenham ainda mais resultados e sucesso.

É preciso conhecer o mercado e estar atento ao que faz sentido para seu setor para que sua organização se adiante nas tendências e esteja preparada para receber bem os clientes e para ter resultados ainda melhores nos processos e planejamentos.

Com 2022 batendo na porta, é hora de olhar para tudo o que foi feito em seu setor neste ano, entender o que deu certo ou não, analisar suas ferramentas e processos e traçar os planejamentos futuros. Tudo isso, olhando para tendências de marketing e estratégias que farão sentido para seu próximo ano de trabalho.

O que você está olhando e já planejando para seu setor? Reunimos 8 habilidades e tendências de marketing que seu negócio precisa olhar e entender para seu futuro. Acompanhe!


1. Chatbots e inteligência artificial

Certamente você já deve ter ouvido falar sobre chatbot ou já interagiu com algum deles em um determinado momento de sua jornada como comprador, certo?

Essas ferramentas são softwares capazes de responder perguntas e respostas pré-programadas em seu sistema e estão cada vez mais inteligentes graças ao poder da inteligência artificial por trás de suas configurações.

Os chatbots de inteligência artificial são os robôs mais sofisticados e capazes de identificar linguagem, intenção, humor, sentimentos positivos ou negativos e deixam a conversa mais humanizada e próxima ao real.

Com ela, as estratégias de marketing ganham em diversos pontos, afinal, essas ferramentas podem ser implementadas em diferentes canais e momentos da jornada do cliente.

Sendo assim, o negócio ganha em geração de leads, identificação da marca, proximidade com o cliente, satisfação do consumidor e diferentes outras estratégias que façam sentido para o negócio.

Muitas marcas já investem em inteligência artificial e mais do que simples chatbots, elas se tornam de fato uma espécie de personificação da marca, gerando ainda mais empatia com o consumidor.

Casos como a Lu, do Magalu, a Mara da loja Amaro ou Nat, da Natura, são exemplos de personificação de marcas que começaram com um chatbot e vão além em uma estratégia e tendência de marketing no negócio.


2. Experiência por voz

Com os celulares, televisões e dispositivos cada vez mais tecnológicos e ascensão de produtos como assistentes virtuais, a experiência por voz passa a ser mais real dentro da jornada do consumidor.

Cada vez mais os consumidores fazem perguntas para seus dispositivos e esperam por respostas rápidas e assertivas para suas necessidades e é tendência de marketing olhar para como a empresa oferece experiências nessa forma de comunicação.

De acordo com estudo da Juniper Research, as transações do comércio por voz aumentarão US$ 4,6 bilhões até o final deste ano, com a possibilidade de alcançar US$ 19,4 bilhões até 2023.


3. Orientação a dados

O marketing precisa estar orientado a dados para que suas estratégias sejam cada vez mais assertivas e realmente direcionadas para o cliente que se espera alcançar. Mesmo que não seja exatamente uma novidade, a era dos dados segue como tendência forte nesse mercado.

Cada vez mais as empresas estão investindo em pessoas, plataformas e ações para mapearem seus clientes e suas jornadas para que possam oferecer o melhor no momento certo para seu público.

Mais do que se basear em achismos ou experiências passadas, é crucial ter dados e informações sólidas para que as estratégias e decisões tenham embasamentos dentro da organização.


4. Vídeos

Desde a ascensão do YouTube os vídeos passaram a ser tendências de marketing, porém, com novas redes sociais e modas como reels, do Instagram ou Tik Tok, febre nacional e mundial, por exemplo, novos formatos de vídeo ganham força dentro do marketing.

É importante conhecer o cliente para direcionar seu conteúdo e gerar valor verdadeiro. Quando falamos em vídeos não é apenas sobre gravar e disponibilizar um conteúdo, mas sim sobre falar a linguagem do público, oferecer conteúdo relevante e se diferenciar no mercado.


5. Digital Asset Management (DAM)

O Digital Asset Management (DAM) é o Gerenciamento de Ativos Digitais, ou seja, são plataformas de armazenamento, organização e gestão de ativos digitais dos negócios.

Os ativos digitais englobam todo tipo de informação, conteúdo e arquivo digital, que podem ser desde uma arte para seu site, logos da empresa, vídeos, fotos, apresentações em PowerPoint, animações e todo material valioso e importante para a produção, divulgação e estratégias da empresa.

Independente do setor ou tamanho do negócio, muitos ativos são produzidos constantemente, certo?

Com a digitalização das estratégias e cada vez maior a necessidade de estar presente online e nas mais diversas redes, torna-se ainda mais alto o volume de conteúdos produzidos, portanto, é preciso ter ações para esse gerenciamento.

Não basta criar conteúdos e colocar em pastas ou enviar por e-mail. É preciso que todos os envolvidos nos processos tenham acesso aos ativos, saibam onde e como encontrar suas necessidades e não percam tempo e produtividade por falta de gestão de tais materiais.

No marketing e comunicação, por exemplo, muitas são as demandas de conteúdo, desde produção, aprovação, refação, compartilhamento com diversos times e pessoas e é preciso ter uma visualização clara e fácil para que todos os ativos sejam de fato utilizados de forma estratégica e assertiva.

Para isso, o DAM é uma solução para os times de marketing, afinal, ele vai muito além de apenas um armazenador de dados, mas é um gerenciador completo de ativos digitais.

Com o avanço tecnológico e a alta demanda na produção de conteúdo e produtos, uma plataforma DAM é essencial para organizar o volume de informações dentro das empresas, que levariam tempo demais para serem achados se não fossem mantidos em um sistema de gerenciamento.

O mercado de DAM cresceu exponencialmente nos últimos anos devido ao volume gigante de ativos digitais gerados e pela demanda de um gerenciamento mais controlado e planejado.

Só em 2016, o mercado de Digital Asset Management foi avaliado em U$2.08 bilhões de dólares e tem previsões de que até 2022 chegue em U$5.66 bilhões de dólares, devido ao aumento da produção de ativos digitais que precisam ser organizados e distribuídos nas organizações.


6. Comunicação interna e endomarketing

Mais do que olhar para as estratégias para seu cliente, é preciso olhar para os processos e ações internas da empresa.

Para que os planejamentos realmente funcionem, é essencial ter times coesos, capacitados e motivados e, por isso, o endomarketing e comunicação interna precisam estar no radar.

Ter ações para a empresa como um todo faz parte das ações do time de marketing e as pessoas precisam estar em primeiro plano para as estratégias do próximo ano.


7. LGPD

A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) está valendo no Brasil desde 2020, mas foi nesse ano que começaram as sanções para aqueles que não estão cumprindo a lei. Muitas empresas ainda estão passando por problemas para se adaptarem às regras e é preciso que todas as futuras ações estejam baseadas nesta lei.

Mais do que disparar conteúdos e abordar clientes, é essencial ter cuidado com a proteção e segurança dos dados para que a empresa caminhe de acordo com as regras e não sofra penalidades no bolso.


8. Responsabilidade Social

A responsabilidade social já estava em alta e a pandemia fez acelerar a percepção dos consumidores sobre a responsabilidade das marcas em relação ao ambiente em que estão.

É cada vez mais comum que as pessoas procurem por empresas que tenham a ver com seus valores e que deixe marcas positivas no seu ambiente. Portanto, ações sociais, diversidade, responsabilidade com ambiente, pessoas e animais, abraço às causas e outros temas fazem toda a diferença na escolha de um negócio.

É tendência de marketing entender o que faz sentido para o negócio e criar ações para seu público interno e externo e é crucial que essas ações realmente caminhem com os valores do negócio e não sejam apenas marketing da organização.

Como dissemos, o marketing é um setor que cresce e se atualiza a todo tempo e é preciso que as empresas estejam atentas ao que o mercado pode oferecer.

Entender habilidades, tecnologias, dados, ações e estratégias é preciso para investir da melhor forma possível e se destacar dentro de seu negócio.


Como você está olhando para suas estratégias e planejamento do próximo ano? Aproveite que agora você sabe sobre diversas tendências de marketing, aproveite e conheça mais sobre o DAM e como ele pode ser crucial para seu negócio!

Siga-nos nas redes sociais! 😉

More great articles

equipe de marketing

Boas práticas para conduzir uma equipe de marketing interna

Boas práticas para conduzir uma equipe de marketing internaPossuir equipes de marketing internas já é algo de longa data, os…

Read Story
Por que o storytelling é importante para sua marca

Por que o storytelling é importante para sua marca

As marcas estão cada vez mais entrando na onda das narrativas, transformando seus negócios em histórias para criar reconhecimento e…

Read Story

10 motivos para investir em armazenamento de arquivos de marketing

10 motivos para investir em armazenamento de arquivos de marketingE se você pudesse ter todas as peças produzidas para sua…

Read Story

Fique por dentro!

Novidades e conteúdos sobre Comunicação, Marketing e como podemos te auxiliar. Não enviaremos Spam.

    Arrow-up